Páginas

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Férias e update dos últimos dois meses

Já tinha saudades de por aqui passar, mas os últimos meses, antes das férias foram de um turbilhão de acontecimentos e sentimentos e este cantinho foi ficando para trás.
Desculpem queridos leitores esta minha ausência.
Quem me segue no instagram pode ir acompanhando: o casamento do mano, os treinos para a maratona e finalmente as nossas ansiadas férias em família.
Espero a pouco e pouco ir falando um pouco aqui dos vários temas: casamento do mano, os treinos, a loucura que tem sido as nossas rotinas do dia-a-dia, com os novos desafios profissionais de cada um.
Aliás talvez graças a esses novos desafios e à distância física que se impôs na família (o homem está fora durante a maior parte da semana, estando juntos em família apenas ao fim-de-semana), estávamos todos tão ansiosos por estas duas semanas de férias.
Foram duas semanas em que nos obrigámos a deixar os computadores de parte, a desligar do trabalho e dedicar tempo e atenção uns aos outros, sem pressas.



E foi tão bom os pequenos-almoços na rua a sentir o quentinho dos primeiros raios de sol da manhã, os dias passados na praia a fazer castelos na areia, a brincar debaixo do chapéu, a ler, a jogar à bola, a dar mergulhos intermináveis no mar até ao pôr do sol. E depois os jantares também na rua ao som dos grilos e com saladas feitas de tomates apanhados diretamente da horta para a taça.





Dizem que só damos valor ao que não temos e infelizmente acho que é um pouco assim. Verdade que nunca tínhamos feito umas férias em família assim, quinze dias de chinelo no pé, sem pressas, sem complicações. Ainda assim, a falta que sentimos uns dos outros ao longo dos últimos meses também serviram para dar ainda mais valor a este tempo de qualidade em conjunto.









Os adultos regressaram renovados ao trabalho e o pequeno, esse, continua de férias agora com os avós e com certeza vai regressar cheio de aventuras para contar e experiências de enriquecimento único. Pois tal como é necessário reforçar laços e criar memórias a três, também é importante fazer isso com os avós.

Sem comentários:

Enviar um comentário