Páginas

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Ser feliz com muito (pouco)

Na sexta-feira passada, dia de Reis, fui surpreendida pelo meu filho que me ofereceu um “coração” mágico. Uma prenda preparada na escola com a educadora e que me deixou totalmente enternecida. A mensagem no interior do coração dizia:
“No dia de reis, é importante, oferecermos, nós também uma simples prenda a quem amamos.
Não é preciso darmos coisas caras ou complicadas. Uma flor do campo, um desenho, um beijo, um sorriso… talvez sejam os presentes que os nossos pais, os nossos avós ou até os nossos amigos mais gostem.
Há pequeninos gestos de ternura que dizem mais do que todas as palavras do mundo.”

E depois estavam espalhados pelo postal marcas de beijinhos do Francisco com batom.
É uma prenda simples, mas que agora anda sempre comigo.
Facilmente nos deixamos entrar numa cegues que nos impede de olhar e apreciar o essencial e é bom ser relembrados do quão importante é dar valor a pequenas grandes coisas e a estarmos gratos.


Sem comentários:

Enviar um comentário