Páginas

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Missão boazona

Li algures, (e já vasculhei tudo à procura do tal artigo, mas não encontrei), que se nos queremos comedir no que toca aos ataques furiosos à comida, devemos colocar no frigorífico (nos armários, na despensa, nas gavetas, nos esconderijos das gomas, dos chocolates e das batatas fritas) uma imagem de como gostaríamos de ser. (dizia o artigo que pôr uma imagem de alguém gordo só vai ter o efeito inverso).
O Verão está aí quase a bater à porta (esperemos) e está na hora de acabar com aquele pneu e quilo(s) a mais.
A minha imagem de inspiração é esta:


[e este fim de semana vai ser colada no frigorifico e na minha mesa de cabeceira lá de casa, (acho que o homem vai adorar a ideia)]
Ok, se calhar o objetivo é um bocado ilusório, mas tem de se por a fasquia alta, certo?
Ambicionar determinado objetivo, força-nos a trabalhar para isso e daí só podem advir coisas boas: sentir-nos melhor com o nosso corpo (mesmo que não seja como o da foto), reforçar a nossa confiança e energia. Sentir-nos mais saudáveis e equilibradas para enfrentar o bikini e pôr o pé na praia (e não só, que muitos dos desafios do nosso dia a dia são bem mais duros que este).

Eis algumas dicas para contrariar a inércia e retomar/começar a treinar um corpo em forma:
  1. Acabar com as desculpas – somos prós a arranjar desculpas para não treinar (não tenho tempo, não tenho dinheiro, estou cansada, está a chover, está sol, está muito calor, não gosto do ambiente de ginásio, não gosto dos balneários da piscina, blá blá blá). PÁRA! Acaba com as desculpas de vez. No excuses! Vai e pronto.
  2. Estabelece um objetivo – ser como a menina da foto, correr a maratona, ficar com uma barriga como a da Carolina Patrocínio ou um rabo como o da Jen Selter (dizem que é o melhor rabo do instagram), perder 2, 4 ou 10 kg o que for. Estabelece uma meta.
  3. Mune-te de argumentos – faz uma lista de argumentos, benefícios, frases inspiradores e vantagens de começares esta luta. Escreve num papel. Quando o teu cérebro te quiser pregar partidas e começar a enumerar desculpas abre o papel, vê o teu objetivo, os argumentos e vai!
  4. Faz um plano – estabelece o plano para chegares a esse objetivo. Se não tens dinheiro tempo para um PT, há imensas apps gratuitas que te ajudam a estabelecer planos de treino. Experimenta!
  5. Implementa o “no zero days” – não há dias zero, ok? Se o teu plano de treino inclui três corridas semanais, faz três corridas semanais, mesmo que não consigas correr 5 km, corres um ou caminhas trinta minutos. O importante é que vás e que comeces aos poucos. E lembra-te: “No matter how slow you run, you’re lapping everyone on the couch.”
  6. Compromete-te – arranja alguém com quem partilhar este objetivo e de preferência que se junte a ti no desafio (nesta época do ano não deve ser difícil arranjar uma amiga que esteja a passar pelo mesmo drama que tu)
  7. Enjoy! – acima de tudo aproveita, diverte-te e sê feliz em todo este processo. Encontra o desporto, o local, que te dá efetivamente prazer a treinar e desfruta.

Vamo lá ficar ainda mais boazonas?

2 comentários: