Páginas

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Planning

Apesar de já só me imaginar a fazer as malas para ir de férias, tive necessidade de fazer um plano de ação para os próximos meses.
Não sei se também vos acontece, mas eu preciso mesmo de colocar no papel objetivos, metas, tarefas com datas de concretização, porque se não as coisas acabam por se arrastar, eu ando a engonhar não sei quanto tempo e quando dou por mim não fiz nada daquilo a que me tinha proposto.
Hoje foi um desses dias. Peguei em mim, no meu caderno e na minha agenda. Sentei-me numa esplanada a almoçar e comecei a definir objetivos, metas, tarefas, com datas e tempos de execução.
E estranhamente aquela sensação de desorientação com que acordei de manhã desapareceu. A verdade é que colocando as coisas no papel (e sim eu sou do antigamente e gosto mesmo do papel) fiquei com uma visão muito mais clara não só do que quero, mas também e principalmente do que preciso para lá chegar.
Porque por muito que se deseje uma mudança, ela só vai acontecer se fizer por isso.

Sem comentários:

Enviar um comentário