Páginas

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Eu e a minha fé

Sou católica. Durante muito tempo com uma ligação muito próxima à igreja. Desde frequentar a catequese, a menina de coro, estava batida na missa todos os fins-de-semana, religiosamente.
Depois houve um episódio menos feliz e perdi a fé nos homens que constituem a igreja. Recuperei um pouco dessa fé na viagem a Roma, em março de 2012. Em junho desse mesmo ano, casei pela igreja, numa celebração que me fez realmente voltar acreditar na religião católica. O ano passado batizei o Francisco e desde então nunca mais fui à missa.
Mas ando há uns dias (semanas até) com vontade de ir à missa, entrar na igreja, sentir aquela quietude e paz tão características, falar com Deus, com Jesus e pedir alguma luz.
Muitas foram as alturas em que estas conversas, estes momentos, foram cruciais para me iluminar o caminho e sinto que preciso disso novamente. Deixar-me arrastar pelo “apagão” pessoal que estou a passar não é solução e preciso recuperar a minha fé. Por mim e pelos que me rodeiam.

Sem comentários:

Enviar um comentário