Páginas

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Que seja Kiko!

Nós bem tentamos colocar um diminutivo menos comum ao puto, mas ele começou a referir-se a ele na terceira pessoa como Kiko, com uma voz tão meiga, tão doce, tão fofinha, que não há quem lhe resista. Lá se vai o Tico e fica o Kiko, pronto!

Sem comentários:

Enviar um comentário