Páginas

sexta-feira, 6 de março de 2015

Abri este post. Tive dificuldade em arranjar-lhe um titulo. Pensei em escrever sobre futilidades para disfarçar o cataclismo que para aqui vai.
Depois pensei que este é o meu espaço e que posso escrever nele o que quiser.
Amanhã faço anos, 32 anos, e esta manhã deu-me para pensar onde estava há 6 anos atrás e onde estou agora.
E de repente fui avassalada por um aperto súbito na garganta e um excesso de lágrimas nos olhos. Sei que passa, sei que não posso dar demasiado valor a estas crises existenciais, sei que quando conseguir pôr o sono em dia, tudo vai parecer natural e estou onde fiz para estar e que se daqui a um ano quero estar noutro sitio tenho de fazer por isso. Sei que quando conseguir lidar com este caos emocional e controlar estas hormonas, vou encontrar mais do que motivos para sorrir, mas até lá... vive-se este dia assim.

Sem comentários:

Enviar um comentário