Páginas

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Estabelecer limites

No livro da Sheryl Sandberg, "Faça acontecer", ela falava da importância de estabelecermos os limites no trabalho. Ela dizia que se para nós é importante sair às 17h para poder ir buscar os miúdos e jantar com eles, devemos estabelecer essa regra e esse limite a quem nos rodeia, porque se não o fizermos vão sempre exigir de nós mais horas, mais tempo. Temos de ser nós a dizer não, porque caso contrário irão sempre pedir mais.
Tal como depende de nós estabelecer os limites do desrespeito. Sei que neste mundo temos de engolir muitos sapos, faz parte, mas quando o engolir sapos começa a roçar a falta de respeito pela nossa individualidade, a coisa muda de figura.
Há diferença entre ser cordial e boa colega e ser patinha e deixar que os outros façam de nós gato sapato. E temos de ser nós próprias a estabelecer esse limite. A dizer basta. A levantar o dedo e dizer: "Tu não falas comigo assim!", "Eu não aceito isto!"
Porque se não formos nós a fazê-lo irão sempre olhar para ti como a sonsa monga que aguenta tudo e que todos podem dizer e fazer o que bem lhes apetece.
Com inteligência e calma, devemos estabelecer os nossos limites, se não o fizermos, ninguém o fará.

Sem comentários:

Enviar um comentário