Páginas

sábado, 3 de janeiro de 2015

Sobre a vergonha alheia ou há por aí mais alguém com filhos que não se sabem comportar em restaurantes?

Eu sei que o miúdo só tem 15 meses e já previa que estes dias fora de casa as refeições fossem relativamente caóticas, mas o raio do puto sabe que fico nervosa em público com  as fitas dele e parece que ainda faz pior. As últimas refeições foram todas fora e digo-vos que tive muita vontadinha de me enfiar debaixo da mesa para que ninguém soubesse que eu sou a mãe daquele pequeno selvagem que berra, parece que o estão a esventrar quando lhe mostramos a sopa e depois come carne e batatas que nem um bárbaro. Duvido seriamente que volte a ter coragem de ir a algum dos restaurantes onde estivemos nestes dias. Vergonha alheia minha gente, muita vergonha alheia. E depois penso que a culpa só pode ser minha, que não o consigo educar devidamente a ser civilizado à mesa. Confesso que ainda não pesquisei nada sobre truques para conseguir domar pequenos selvagens a ter alguma decência à mesa em restaurantes, mas se souberem de alguns, partilhem, está bem? Ainda temos umas quantas refeições a fazer fora de casa e seria muito agradável conseguir poder voltar a algum dos restaurantes a que temos ido.

1 comentário:

  1. Primeiro, deves parar de pensar que os outros reparam tanto como tu pensas. Depois, tal como disseste, só tem 15 meses, ainda está no processo de aquisição de competências (e assim estará por muito tempo) e os outros, caso reparem, certamente também repararão que ele ainda é um bebé. E mesmo que julguem... Olha, azarinho o deles.
    Mas o que tens mesmo de fazer é agir normalmente. Os miúdos pressentem o nosso nervosismo. Arranja brincadeiras à mesa. Eu arranjei uns bonecos da Playmobil nessa altura crítica que sempre distraíam um pouco.

    ResponderEliminar