Páginas

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Sobre a imprevisibilidade quando somos pais

Ontem falava com uma colega de trabalho sobre a imprevisibilidade que a nossa vida toma a partir do momento em que temos filhos. Ora adoecem, ora borram-se todos na altura de sair de casa, ora dormem uma sesta gigante, ora têm fome, ora fazem birras, enfim... um sem fim de situações que nos fazem cancelar almoços, faltar ao trabalho, chegar atrasados a todo o lado. A verdade é que fazer planos ou comprometermo-nos com alguma coisa é sempre um tiro no escuro. Na realidade nunca sabemos se iremos mesmo conseguir ir.
Ainda hoje tinha compromissos profissionais e um almoço marcado. O puto fica doente e olha lá tive de adaptar a minha vida toda para ficar em casa com ele.
A parte má é que tive de desmarcar um almoço ao qual queria mesmo ir, a parte boa é que consegui despachar uma série de emails de trabalho antes do miúdo acordar, já apanhei três máquinas de roupa, estendi duas e meti outras duas a lavar. Já li uma história ao miúdo, fiz construções de lego, almoçamos e agora enquanto ele dorme a sesta aproveito para vir aqui escrevinhar este post. Posso dizer que até agora está a ser um dia bastante produtivo. Afinal a imprevisibilidade até pode trazer coisas boas.

Sem comentários:

Enviar um comentário