Páginas

domingo, 2 de novembro de 2014

Mãe negligente

Hoje fomos ao parque! O puto estava a delirar com tudo: as escadas para o escorrega, o escorrega, os pequenos degraus para cada uma das coisas, bem uma verdadeira excitação! 
Eu toda babada decidi pegar no telemóvel para lhe tirar umas fotos. No preciso momento em que captava na cara dele uma felicidade enorme, pela aventura e descoberta que uma ida ao parque implica, o puto decide descer o degrau sozinho e... Esbardalhou-se todo no chão. A queda nem foi muito feia, mas o miúdo acabou por raspar com o nariz no chão e ficou todo arranhado e meio queimado da borracha do chão. 
Ainda estou a tentar recuperar (e já passou um dia inteiro). É que se eu não tivesse a tirar a foto teria conseguido aparar-lhe a queda. Bem sei que não vou poder estar sempre junto dele, mas hoje, o nariz ter ficado naquele estado podia ter sido evitado por mim. Sinto que fui negligente, e por muito insignificante que possa ter sido a cena, estou para aqui a consumir-me em culpa. 

2 comentários:

  1. Monica, não podes morrer de culpa sempre que algo acontece. Já leste o livro da Sonia Morais Santos? Bj

    ResponderEliminar