Páginas

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Deixar tudo para a última hora

Sou pessoa de deixar tudo para a última hora, sempre fui um bocado assim. Apesar de saber que isso me causa um stress desgraçado, por um motivo ou por outro acaba sempre por acontecer o mesmo. E depois lá ando eu com os nervos em franja, porque já devia ter saído de casa e ainda não tenho as coisas prontas, ou porque faltam duas semanas para irmos de férias e não temos nada marcado, ou porque tenho uma reunião e ainda estou a caminho. Enfim...
E hoje estou uma pilha. Depois da indecisão de tira férias nas duas primeiras semanas de agosto, não tira férias nas duas primeiras semanas de agosto, arranja outra data, não arranja outra data, deixa tudo em stand by até ver, pátáti pátátá, lá decidimos fechar as datas. Mas agora a duas semanas das nossas primeiras férias em família não temos N-A-D-A marcado, NADA! E três dos sítios que tínhamos em vista já não têm disponibilidade. Cheira-me que ou vamos ter de alargar o orçamento das férias para conseguirmos ficar nalgum sítio de jeito ou então vamos ficar num sítio merdoso e as nossas primeiras férias em família, que esperava serem espectaculares, vão ser um flop.
E hoje estou assim, neste estado de neura à conta das indecisões e de deixar tudo para a última hora.

2 comentários: