Páginas

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Hoje tive de vir trabalhar, com ranho até aos olhos, garganta ainda a doer, mas teve de ser.
O pai ficou em casa com o filho, mas deixá-lo a ele ou a um morto vivo é igual. Isto de conciliar despedidas de solteiro com um bebé tem muito que se lhe diga, não é querido esposo?

Sem comentários:

Enviar um comentário