Páginas

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Quando acaba um fim de semana como este, em que passamos o tempo em casa dos avós (do Francisco), em que estamos com amigos de longa data e em que comemos até rebolar, a segunda-feira é sempre uma tortura. O cansaço que tinha na sexta foi triplicado e este corpinho só pede é sopas e descanso (literalmente).
Está mais que visto que não se pode ter tudo e se queremos convívio e andar a laurear a pevide, o corpo é que as paga e mai nada.

Sem comentários:

Enviar um comentário