Páginas

segunda-feira, 24 de março de 2014

Amanhã, quero dizer, daqui a pouco, regresso ao trabalho e para além do coração apertado por ir deixar o Francisco na creche sinto-me reticente e ao mesmo tempo expectante pelo dia de amanhã. Afinal foram sete meses longe do escritório e apesar de não ser um emprego novo, quase parece. Sinto aquele frenesim e receio como quando soube que ia para a Faculdade para Coimbra, contente por algo novo, mas reticente por não saber o que me esperava.
Amanhã sei mais ou menos o que me espera, mas ao fim de tanto tempo como serão as coisas? Mentalmente já estive a organizar a minha agenda, mas será que ainda sei fazer alguma coisa? E a readaptação será fácil ou nem por isso? Será que me vou conseguir concentrar e apanhar o fio à meada?
Cheira-me que há alguém cá em casa que vai passar a noite em claro a pensar nisto tudo e depois amanhã é que são elas...

Sem comentários:

Enviar um comentário