Páginas

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Já há algum tempo que sou eu quem se levanta durante a noite para acudir ao miúdo, primeiro porque sou a única que lhe pode dar maminha e depois porque o homem já começou a trabalhar e eu não. Tudo bem, tudo muuuito bem que eu posso eventualmente dormir uma sestinha durante o dia e ele não. Mas agora cada vez que me levanto durante a noite há um bocado do meu lado da cama que desaparece, é comido por uma perna, um joelho, um braço ou um cotovelo do meu estimado esposo. Claro que esta noite ao fim da quarta vez a levantar-me, quando vou para me deitar já não tinha onde enfiar este lindo rabo e entre dentes resmunguei para ele se chegar para o lado dele, ao que ele com a maior das latas me responde que era para me abraçar! Ai era para me abraçar? E o resto da noite que passaste a galopar para o meu lado, enquanto dormias profundamente, também era para me abraçar? Sonso!

1 comentário: