Páginas

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Daqui a um mês...

... Começo a trabalhar e não quero! Não quero, porra! Não quero! Não quero deixar o miúdo na creche, não quero ter de o tirar cedo da caminha dele, não quero deixá-lo com desconhecidas, não quero passar mais tempo longe dele do que com ele, não quero, não quero e NÃO Q-U-E-R-O! E neste momento estou a bater o pé e a espernear como se não houvesse amanhã, mas acho que não tenho muito a fazer. Ou me despeço e torno-me dona de casa a tempo inteiro, ou tenho uma ideia milagrosa para poder trabalhar em casa e cuidar do miúdo ou resigno-me e aceito que tem de ser assim e pronto.
Visto que não ganhei o Euromilhões, nem tive nenhuma ideia mirabolante para trabalhar a partir de casa, resta-me aceitar que a vida é mesmo assim e pronto. Pffffff!

Sem comentários:

Enviar um comentário