Páginas

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Aventuras de pais de primeira viagem #3

Planos furados

Gostava de ser uma daquelas mães que levam os filhos para todo o lado sem qualquer problema, mas por um lado o pequeno Francisco tem a tendência para nos boicotar os planos e por outro não lido muito bem com a choradeira dele em público. Ele é um bebé e é a única forma que tem de se expressar, mas quando a choradeira começa em pleno Ikea ou numa esplanada e os olhares das pessoas começam a recair sobre mim/nós começo a panicar um pouco e só quero é sair dali com o cachopo o mais rápido possível. Ou então quando ele é atacado por umas cólicas malvadas quando estamos para sair de casa para um brunch de aniversário. Aconteceu na sexta e no domingo, planos furados e o início do meu receio de sair com ele, principalmente estando sozinha. Tenho receio que ele começar a berrar em plena praça pública e que eu não o consiga calar, que as pessoas olhem de soslaio, que fique de tal forma nervosa que ele chore ainda mais. Enfim, o drama. Se calhar devia estar-me nas tintas e arriscar a sair com ele e depois... Depois logo se vê. Pode ser que aconteça como no banho e acabe por ganhar ainda mais confiança...

1 comentário:

  1. Aprendes a relativizar, amiga... e, às duas por três, ficas atrapalhada em público e as pessoas nem se importam por aí além por ser um bebé. Quando ele tiver mais idade (2 anitos e em frente), aí sim, é irritante, mas antes disso, as pessoas desculpam. Tenho como experiência o chorão do Henrique que fazia cada fita... pfffff... não estás bem a ver. Agora, deu para gritar: uns guinchinhos que entram pelo cérebro e que têm apenas como objectivo chamar a atenção. Conclusão: quando estou numa esplanada, ou café, ou outro sítio público, as pessoas tendem sempre a sorrir-lhe e a falar com ele :) BEIJOOOO

    ResponderEliminar