Páginas

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Há coisas que apesar dos anos irem passando não mudam. Todas as passagens de ano sejam elas de mais farra ou mais calminhas, eu choro! Choro de emoção por um ano vivido, choro de alegria por ter ao meu lado as pessoas que mais amo, choro por me lembrar de pessoas que amo e que infelizmente já não estão assim tão perto, choro de gratidão, choro porque sou chorona e emotiva e às vezes toda eu sou coração ou então choro porque não gosto de passas e faço um sacrifício do caraças para comer doze à meia-noite e pedir os doze desejos.
Esta passagem de ano não foi exceção e enquanto comia as passas, pensava nos desejos para 2013 e recordava em flashback 2012, lá voltei a choramingar. Valeu-me ouvir o seguinte do meu querido esposo: “Tu hás de chegar aos 30 e continuar a chorar por tudo e por nada!”
Já só faltam 3 meses e sabem o que vos digo? Ele é bem capaz de ter razão!

3 comentários: