Páginas

domingo, 11 de novembro de 2012

Sempre fui menina de ter muitos pesadelos, sonhos e divagações nocturnas que me levam a viajar por mundos paralelos sem nunca sair da minha caminha. Não resisto a partilhar aqui convosco um dos sonhos desta noite, (talvez alguém me ajude a percebê-lo).

Ora bem estava eu a ter uma aula de E-Marketing, num anfiteatro e um dos colegas tinha levado um cão para a aula, estava sentado na cadeira atrás de mim e pobre do animal (cão) passou parte da aula a ladrar, ganir, meter as patas no meu cabelo, etc etc… até aqui tudo muito bem. Eu lá fui aguentando o pobre do cão obrigado a estar ali fechado, mas às tantas não dava mais para aguentar e virei-me para trás para chamar a atenção do dono do cão, quando… dou de caras não só com um cão, mas também uma cobra! Sim uma cobra a vaguear pelas costas das cadeiras do anfiteatro e era a dita cobra que me tinha andado a "meter as patas" no meu cabelo.
Primeiro dei um grito histérico e depois claro desanquei os donos dos animais por trazerem para aquele local animais que deveriam estar em muitos sítios, mas não ali.
Só me lembro de estar irritadíssima a falar com a dona da cobra e dizer-lhe: “O que lhe passou pela cabeça para trazer um cobra para aqui?” Ao que a senhora muito calma da vida responde: ”Ela é completamente inofensiva não faz mal a ninguém.”
O que aumentou ainda mais o meu estado de fúria e me levou a sair do anfiteatro completamente fora de mim, a pensar que tipo de pessoa é que tem uma cobra como animal de estimação e mais quem é que no seu perfeito juízo leva um animal desses a passear para todo o lado??

E pronto minha boa gente, como podem ver criatividade nocturna é coisa que não falta nesta cabecinha. O que acham de começar a escrever os sonhos, que mais parecem enredos de ficção cientifica e vende-los a uma produtora qualquer??

Sem comentários:

Enviar um comentário