Páginas

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Lisboa como minha

Costumo dizer: sou quase uma emigrante dentro do meu país. Nasci numa aldeia a 20 kms de Leiria, chamada Lezíria, aos 14 anos tinha uma paixão assolapada por um rapaz e dizia que aos 18 ia sair de casa e viver com ele. Ainda bem que pelo caminho me encontrei com a Catarina, que pura e simplesmente ao partilhar comigo como era estar a estudar fora, me despertou para a questão: será que é mesmo isto que eu quero para mim? Desistir de estudar e dedicar-me pura e simplesmente a uma relação?
Hoje agradeço a todos os santinhos por naquele Verão ter mudado de ideias, ter terminado um namoro que era tudo menos saudável e ter decidido concluir o 12º ano e ir para a Faculdade, em Coimbra.

Ter ido estudar para “fora” e toda a experiência: conhecer pessoas novas, partilhar casa, estudar, os amores e os desamores, as farras, tudo isto me alargou horizontes, mudou-me.
E quando estava a terminar o curso, sabia que não era em Coimbra que queria ficar a viver, mas também não tinha a certeza de ser Leiria e foi então que a convite da minha querida amiga Isabel vim passar as férias da Páscoa a Lisboa e me apaixonei pela cidade.
A movimentação nas ruas, as pessoas, os edifícios, os turistas, o rio… senti vida nesta cidade e senti que eu podia fazer parte dela.
E foi assim que naquele mês de Abril de 2006 decidi que era para Lisboa que viria trabalhar e viver. 

Acho que esta foi mais uma das decisões marcantes na minha vida. Nos 6 anos por cá: tive várias experiências profissionais, tornei-me proprietária de um apartamento, conheci pessoas novas, vivi novamente amores e desamores, até que conheci o meu homem, iniciei este blog, casei, voltei a estudar e tudo nesta cidade. Hoje vivo Lisboa como se também fosse um bocadinho minha, faz parte de mim e da minha história.



Sem comentários:

Enviar um comentário